Burocracia, Sociedade e Instituições Democráticas

Por que estudar as conexões políticas de burocratas é relevante para entender o funcionamento da democracia?

Autores

  • Mariele Troiano Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Nayara Albrecht UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.31990/agenda.2022.2.0

Resumo

A burocracia pública tornou-se parte fundamental da agenda de pesquisa da Ciência Política mesmo antes de sua consolidação como disciplina. Inicialmente, o termo "burocracia" estava diretamente relacionado às atuações dos funcionários do Estado. Posteriormente, o termo passou a designar corpo especializado de funcionários, incluindo o setor privado (ABRUCIO e LOUREIRO, 2018). No que tange ao poder público, o debate clássico sobre burocracia tem como ponto de partida as interpretações de Max Weber, sobretudo, as que remetem à formação e ao funcionamento do Estado Moderno com as interações entre burocratas e políticos eleitos.

Biografia do Autor

Mariele Troiano, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Docente no Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisadora associada do Centro de Estudos de Cultura Contemporânea (CEDEC). Email: troianomariele@gmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-1543-1327.

Nayara Albrecht, UFSCar

Doutora em Ciência Política pela Universidade de Brasília. Pesquisadora na Universidade de São Carlos e bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Processo no. 2019/19570-8 e 2021/13021-2). Email: nayara.albrecht@gmail.com. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-2613-6438.

Referências

ABERBACH, J. D.; PUTNAM, R.; ROCKMAN, B. A. Bureaucrats & Politicians in Western Democracies. Cambridge, Massachusetts e Londres: Harvard University Press, 1981.

ABERS, R.; OLIVEIRA, M. "Nomeações políticas no Ministério do Meio Ambiente (2003-2013): Interconexões entre ONGs, partidos e governos". Revista Opinião Pública, 21 (2): 336-364, 2015.

ABRUCIO, F. L.; LOUREIRO, M. R.. "Burocracia e Ordem Democrática: Desafios Contemporâneos e Experiência Brasileira". Em: PIRES, R.; LOTTA, G.; OLIVEIRA, V. E. de (orgs). Burocracia e Políticas Públicas no Brasil: intersecções analíticas. Brasília: IPEA, 2018.

BEARFIELD, D. "What Is Patronage? A Critical Reexamination". Public Administration Review. 69 (1): 64-76, 2009.

BORGES, A. Política, "Burocracia e Coordenação de Políticas Públicas no Presidencialismo de Coalizão". Cadernos ENAP, no. 66, 2020.

BORGES, A. ; COÊLHO, D. "O Preenchimento de Cargos da Burocracia Pública Federal no Presidencialismo de Coalizão Brasileiro: Análise Comparada de Dois Ministérios - Ciência e Tecnologia e Integração Nacional". Cargos de confiança no presidencialismo de coalizão brasileiro. Brasília: IPEA, 2015.

CRUZ, C.; KEEFER, P. "Political Parties, Clientelism, and Bureaucratic Reform". Comparative Political Studies, 48 (14): 1942-1973, 2015.

D'ARAÚJO, M. C.; PETEK, J. "Recrutamento e perfil dos dirigentes públicos brasileiros nas áreas econômicas e sociais entre 1995 e 2012". Revista de Administração Pública, 52 (5), Rio de Janeiro, 2018.

EVANS, P. Autonomia e parceria: Estados e transformação industrial. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004.

GITIRANA, J. H.; KREUZ, L. R. C. "Ministras de Estado: uma análise prosopográfica das mulheres nos cargos máximos da República de 1985 a 2019". Revista da Faculdade de Direito da UFRGS, 43, 2020.

HELD, D. Models of Democracy. Stanford: Stanford University Press, 2006.

HOLLIBAUGH, G.; HORTON, G. E. e LEWIS, D. E. "Presidents and Patronage". American Journal of Political Science. 58 (4): 1024-1042, 2014.

KOPECKÝ, P.; MAIR, P. Party Patronage in Contemporary Europe: Principles and practices. Working Paper, EUI RSCAS, 2011/41, EUDO.

KOPECKÝ, P.; MEYER-SAHLING, J-H.; SPIIROVA, M. (Extreme) political polarization and party patronage. Irish Political Studies, DOI: 10.1080/07907184.2022.2045143

LAMEIRÃO, C.; D'ARAÚJO, M. C. "Dirigentes Públicos de Alto Escalão no Governo Lula". Em: CARDOSO JR., J. C. (org). Burocracia e Ocupação no Setor Público. Rio de Janeiro, 2011.

LOSEKANN, C. "Participação da sociedade civil na política ambiental do Governo Lula", Ambiente & Sociedade, 15 (1): 179-200, 2012.

LOUREIRO, M.; OLIVIERI, C.; MARTES, A. "Burocratas, Partidos e Grupos de Interesse: o debate sobre política e burocracia no Brasil". Burocracia e Política no Brasil Contemporâneo, Rio de Janeiro: FGV, 2010.

LOPES, A. V.; VIEIRA, D. M. "Nomeações para Cargos Comissionados e Grupos de Interesse: Uso, Motivações e Desafios Retratados em Pesquisas Recentes". Revista Eletrônica de Administração - REAd | Porto Alegre, 26 (2): 439-462, 2020.

LOTTA, G.; LIMA, I. A.; PEDOTE, J. P.; SILVEIRA, M. C.; FERNANDEZ, M..; GUARANHA, O. L. C. “Burocracia na mira do governo: os mecanismos de opressão operados para moldar a burocracia”. EM: CARDOSO JR, J. C.; SILVA, F.; AGUIAR, M.; SANDIM, T. (Orgs). Assédio Institucional no Brasil: Avanço do Autoritarismo e Desconstrução do Estado. Brasília, DF: Associação dos Funcionários do Ipea: EDUEPB, 2022.

SCHMIDT, F. de H. Presença de militares em cargos e funções comissionados do Executivo Federal. Nota técnica n. 58 DIEST/ IPEA. Disponível em https://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/11211?mode=full . Acesso em 5 jan 2023.

MACHADO, R. A. Breves apontamentos sobre a operacionalização dos conceitos de resistência burocrática e desmonte de políticas públicas. Em: RIBEIRO, P. F.; TROIANO, M.; ALBRECHT, N. F. M. M. (Org.). Mosaico da burocracia pública brasileira. 1ed.Rio de Janeiro: Eduerj, 2022, v. 1, p. 43-62.

MAIR, P. "Os partidos políticos e a democracia". Análise Social, vol. XXXVIII (167): 277-293, 2003.

MOURA, J. T. V. de; PONTES, B. M. L. M. "A gênese da política de desenvolvimento territorial no Brasil: atores, redes e a comunidade de política pública". Estudos sociedade e agricultura, 28 (1): 180-207, 2020.

O'DWYER, C. O. "Runaway State Building: How Political Parties Shape States in Postcommunist Eastern Europe". World Politics, 56 (4), 2004.

OLIVIERI, C. Os controles políticos sobre a burocracia. Revista de Administracao Pública, 45 (5): 1395-1424, 2011.

PALOTTI, P.; CAVALVANTE, P. "Does one size fit all? An analysis of portfolio allocation in the Brazilian multiparty presidential system". Revista Opinião Pública, 24 (2), 2018.

PERLIN, G.; SANTOS, M. L.; GUIMARÃES, A. R. Presidencialismo de Coalizão em Movimento. Brasília: Edições Câmara, 2019.

SCHEFTER, M. "Party and Patronage: Germany, England, and Italy". Politics & Society, 7 (4), 1977.

SCHERLIS, G. "The contours of party patronage in Argentina". Latin American Research Review, 48 (3): 63-84, 2013.

SORAUF, F. "Patronage and Party". Midwest Journal of Political Science, 3 (2): 115-126, 1959.

TATAGIBA, L.; ABERS, R.; SILVA, M. K. "Movimentos Sociais e Políticas Públicas: Ideias e Experiências na Construção de Modelos Alternativos". Em: PIRES, R.; LOTTA, G.; OLIVEIRA, V. E. de (orgs). Burocracia e Políticas Públicas no Brasil: intersecções analíticas. Brasília: IPEA, 2018.

Downloads

Publicado

2023-02-21

Como Citar

TROIANO, M.; ALBRECHT, N. Burocracia, Sociedade e Instituições Democráticas: Por que estudar as conexões políticas de burocratas é relevante para entender o funcionamento da democracia?. Revista Agenda Política, [S. l.], v. 10, n. 2, p. 4–13, 2023. DOI: 10.31990/agenda.2022.2.0. Disponível em: https://www.agendapolitica.ufscar.br/index.php/agendapolitica/article/view/856. Acesso em: 2 mar. 2024.