A agenda dos estudos sobre partidos políticos e sistemas partidários no Brasil

Autores

  • Maria do Socorro Sousa Braga UFSCar

DOI:

https://doi.org/10.31990/10.31990/agenda.ano.volume.numero

Resumo

Os partidos políticos e os sistemas partidários são duas unidades analíticas cruciais para a compreensão do funcionamento dos regimes democráticos. O caso brasileiro, marcado por intervenções militares intercaladas por significativas experiências de democracias competitivas (1945-1964 e de 1988 em diante) é um excelente laboratório para avaliarmos como esses atores políticos foram avaliados pelos estudiosos da política brasileira. Para examinar essa questão mais geral, este artigo tem dois objetivos: o primeiro será realizar um panorama da agenda de estudos sobre esses dois objetos, incluindo três amplos levantamentos da produção existente desde 1945 até 1998. O segundo objetivo visa verificar em quais direções essa agenda caminhou ao longo dos anos 2000. A conclusão é a de que a agenda desses estudos sobre essa área no Brasil, ao longo dos mais de 70 anos avaliados, apresentou avanço considerável na produção à medida que os partidos e o sistema partidário, especialmente ao longo dos anos 1980, passaram a ser cada vez mais reconhecidos como os agentes que estavam viabilizando a democracia representativa nesse país ao estruturarem e organizarem a competição política e governarem municípios, estados e o governo federal.

Downloads

Como Citar

BRAGA, M. do S. S. A agenda dos estudos sobre partidos políticos e sistemas partidários no Brasil. Revista Agenda Política, [S. l.], v. 1, n. 1, 2013. DOI: 10.31990/10.31990/agenda.ano.volume.numero. Disponível em: https://www.agendapolitica.ufscar.br/index.php/agendapolitica/article/view/7. Acesso em: 18 maio. 2024.