A América Latina como outro: um discurso da direita brasileira

Autores

  • Jorge Chaloub UFJF

DOI:

https://doi.org/10.31990/agenda.2020.1.6

Resumo

O presente artigo pretende refletir sobre as rupturas e continuidades nos usos do conceito de América Latina, assim como de outros termos a ele relacionados, como peronismo e bolivarianismo, ao longo da República de 1946 e depois da vitória eleitoral do PT nas eleições de 2002. O objetivo é identificar a longa duração de alguns dos argumentos da ultradireita brasileira contemporânea, sem perder atenção a suas inflexões e mudanças. Para tanto, o presente texto fará, em um primeiro momento, uma breve exposição das representações sobre a América Latina ao longo da República de 1946, a partir dos editoriais de Carlos Lacerda na Tribuna da Imprensa. Posteriormente, o texto abordará a presença desse discurso na ultradireita brasileira contemporânea, com a análise de três intelectuais públicos do campo: Olavo de Carvalho, Ernesto Araújo e Paulo Guedes. Por fim, o texto levantará algumas hipóteses sobre as razões das continuidades e rupturas que marcam esse discurso.

Downloads

Publicado

2022-01-25

Como Citar

CHALOUB, J. . A América Latina como outro: um discurso da direita brasileira. Agenda Política, [S. l.], v. 8, n. 1, 2022. DOI: 10.31990/agenda.2020.1.6. Disponível em: https://www.agendapolitica.ufscar.br/index.php/agendapolitica/article/view/393. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Agenda da Ciência Política