Autonomização e institucionalização da Ciência Política brasileira: o papel do sistema Qualis-Capes

Autores

  • Fernando Leite UFPR
  • Adriano Codato UFPR

DOI:

https://doi.org/10.31990/10.31990/agenda.ano.volume.numero

Resumo

O artigo discute a situação atual da Ciência Política brasileira e o papel do Sistema Qualis, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), na composição dessa situação. Afirma-se que o Qualis é um dos principais fatores que orientam e estruturam o processo de autonomização da disciplina. O artigo parte de uma descrição panorâmica da Ciência Política, a partir de estatísticas da pós-graduação. A seguir, apresenta os principais elementos da estrutura do Qualis e discute aspectos que permitem considerá-lo como um importante fator na autonomização da Ciência Política brasileira, ao premiar indiretamente abordagens teórico-metodológicas e visões de Ciência Política que elegem a política institucional como o objeto legítimo de estudo e tratam-na como um objeto autônomo, capaz de determinar a si mesmo, sendo irredutível a fenômenos de ordens externas, como sociais ou culturais.

Downloads

Publicado

2013-08-07

Como Citar

LEITE, F.; CODATO, A. Autonomização e institucionalização da Ciência Política brasileira: o papel do sistema Qualis-Capes. Agenda Política, [S. l.], v. 1, n. 1, 2013. DOI: 10.31990/10.31990/agenda.ano.volume.numero. Disponível em: https://www.agendapolitica.ufscar.br/index.php/agendapolitica/article/view/10. Acesso em: 21 maio. 2022.