Doações de campanha e desempenho eleitoral: Uma análise comparativa sobre as eleições para prefeitos de capitais brasileiras em 2008 e 2012

Emerson Urizzi Cervi

Resumo


O artigo faz uma análise comparativa das finanças em campanhas eleitorais a partir dos resultados das eleições para prefeitos de capitais em 2008 e 2012. Considerado um ponto central das democracias representativas, recursos financeiros para partidos e candidatos geram campanhas eleitorais mais ou menos igualitárias. Estudos mostram que quanto maior a participação do Estado nas receitas dos partidos, maior a distância entre eles e a sociedade civil. O objetivo é verificar a relação entre desempenho eleitoral e fontes de financiamento de campanhas comparando duas eleições. O trabalho divide as fontes em três grupos: estatal, empresas (pessoas jurídicas) e pessoas físicas, o que possibilita a análise do impacto dos tipos de doadores sobre o desempenho dos candidatos. As conclusões são que enquanto em 2008 as doações de pessoas jurídicas tiveram maior peso no desempenho positivo dos candidatos, em 2012 houve uma mudança e as doações de partidos políticos foram mais importantes para o bom desempenho eleitoral.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2318-8499

Indexada: Latindex, Sumarios.org, Directory of Research Journals Indexing - DRJI, Portal de Periódicos da UFSCar.