Patrono x personalidade política: como estes personagens aparecem no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral televisivo dos partidos PT e PSDB nas eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010 no Brasil

Camilla Quesada Tavares

Resumo


Este trabalho pretende fazer uma análise sobre os personagens presentes no Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) televisivo dos principais partidos brasileiros, PT e PSDB, nos anos de 2002, 2006 e 2010. A hipótese principal é que a presença do patrono é explorada de maneira distinta nos programas dos partidos e esta é uma estratégia utilizada para construir a imagem do candidato. O objetivo do patrono é qualificar o candidato como a melhor opção para o eleitor votar, além de mostrar seus atributos pessoais. Também se parte do pressuposto de que as pessoas que apoiam o candidato tendem a aparecer em contextos onde não há patrono. A metodologia é a análise do discurso baseada nos estudos de Charaudeau (2008), apoiada pelo método quantitativo como uma forma de complementar a análise. O artigo é resultado da dissertação de mestrado da autora.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2318-8499

Indexada: Latindex, Sumarios.org, Directory of Research Journals Indexing - DRJI, Portal de Periódicos da UFSCar.